Pediculose (Piolho) – Tratamento Caseiro, Remédios, Prevenção, Tipos!


O piolho costuma ser um trauma na infância, afinal as crianças com idade escolar são as mais atingidas, mas apesar de ser uma doença associada á crianças, os adultos também podem ter pediculose.

O piolho se caracteriza como uma doença parasitária (doença infecciosa causada por um parasito protozoário), onde pediculose é o seu nome científico.

A Pediculose atinge milhares de pessoas, se tornando uma preocupação frequente. Nesse artigo você irá conhecer mais sobre a pediculose, os seus tipos, causas e tratamento.

O que é Pediculose?

A pediculose é uma doença que pode surgir no corpo, cílios, sobrancelhas e na área intima, porém ela surge com maior frequência na cabeça, afinal é lá que se tornou popularmente conhecida como piolho, devido á irritação e a coceira que essa doença provoca.

Os piolhos vivem no exterior do hospedeiro, de modo que sobrevivem sugando o sangue humano, sendo esse a sua principal fonte de nutrição. Quando os piolhos começam a sugar o sangue, o paciente sente forte irritação na área afetada, como formigamento e coceira.

Ao contrário do que muitos acreditam, o piolho não tem asas e é quase imperceptível a olho nu. Sua infestação se dá diretamente com o cabelo do indivíduo que pode ser contagioso, onde o indivíduo é infestado através do contato com outra pessoa que tem piolho ou através de objetos.


O piolho possui rápida multiplicação, onde apenas 1 piolho em contato com o cabelo, é capaz de se multiplicar em vários ao longo dos dias. O seu tempo médio de vida é de 30 a 40 dias, porém nesse período ele é capaz de depositar mais de 200 ovos (chamados de lêndeas).

Pediculose prevenção

Tipos de Pediculose

Existem 3 tipos de piolhos:

Pubianos: São os piolhos conhecidos como ‘chatos’. Eles atingem tanto homens quanto mulheres, a partir da puberdade, pois eles costumam se infestar na região intima, assim que nascem os primeiros fios de cabelos na área, fazendo com que a doença seja considerada uma DST. Esse tipo de piolho também pode se infestar nas coxas, nádegas e na parte inferior do abdômen.

Corporais: Esses piolhos costumam aparecer quando o paciente possui uma higienização defasada, onde facilmente podem se agarrar nas roupas do corpo e da cama, infectando o individuo a partir do tecido.

Capilares: É o tipo de piolho mais conhecido e mais comum também, causados pelos Pediculus humanus capitis, eles vivem agarrados aos cabelos e atacam o couro cabeludo, especialmente atrás das orelhas.

Causas

Parasitas podem ser adquiridos através de contato próximo tanto de objetos, quanto de pessoas contaminadas. Os piolhos pubianos e capilares podem se manifestar em homens e mulheres de qualquer idade, raça ou classe social.

Os piolhos corporais se manifestam em pessoas que não possuem uma ao higiene, principalmente nos locais onde têm pelos.

Sintomas da Pediculose

Um dos principais sintomas do piolho é a forte coceira. Justamente por sentir a movimentação no couro cabeludo e quando os mesmos se alimentam do sangue humano, a coceira fica mais intensa.

Dependendo da quantidade de piolhos, o paciente pode sentir dificuldades para dormir e até surgir manchas vermelhas ocasionadas pela coceira e forte irritação na região afetada.

criança Pediculose

Grupo de risco

Um dos fatores de risco do piolho mais preocupante está relacionado as infecções e feridas que ficam na região afetada devido a forte coceira. Essas feridas podem ser contaminadas e causar outros problemas de saúde.

Por isso o tratamento da pediculose deve ser eficaz. Eliminando todos os parasitas para que não ocorra nenhum tipo de contaminação na ferida aberta. Causada por bactérias provocadas pelas mordidas dos piolhos.

Diagnóstico

Utilizando um pente fino e com uma boa iluminação, é possível identificar os piolhos, onde também é importante se atentar com as lêndeas, que são ovos depositados pelos piolhos (possuem formato oval, tendo a mesma cor do cabelo da “vítima” da infestação, sendo branco ou amarelo até o marrom).

O diagnóstico ocorre ao se deparar com um piolho adulto vivo ou uma ninfa. Caso você tenha dúvidas sobre o tipo de infestação e apresente sintomas como coceiras, você deve procurar um médico especializado para confirmação do diagnóstico.

Tratamento para Pediculose

No tratamento para os piolhos capilares, a recomendação do pediatra ou dermatologista é o uso de shampoos indicados para tratar a infestação dos piolhos.

O tratamento de piolhos pubianos, deverá ser recomendado por um urologista ou ginecologista, a utilização de medicamentos antiparasitários.

Cremes e loções inseticidas também ajudam a resolver o problema, porém muita atenção durante o tratamento.

A retirada das lêndeas e piolhos podem ser realizadas com um pente fino ou pinça, onde não é indicado estourar os mesmos com a unha, pois no caso de feridas nos dedos, você poderá contrair alguma infecção.

Pediculose tratamento

Remédios

Algumas substâncias como, Deltametrina, Permetrina, Piretrina, Malathion e Lindano ajudam na eliminação dos piolhos, porém você deverá procurar um médico que irá indicar o remédio mais adequado para o seu tipo de piolho.

Os medicamentos mais utilizados no combate aos piolhos são:

Ivermectina: É um remédio antiparasitário, indicado para casos graves da doença.

Dimeticona: É um medicamento que impede a movimentação do piolho, o levando a desidratação. É eficaz apenas para piolhos, não servindo para lêndeas.

Octano-1,2-diol: O álcool ataca os piolhos, fazendo com que eles sequem e acabam morrendo por dentro.

Óleo de coco: O óleo de coco impede a respiração dos piolhos, o que acaba provocando a morte deles.

Deltacid e Escabin são shampoos que atuam de forma eficaz no combate aos piolhos e lêndeas. Deixe o produto cerca de 10 minutos agindo e depois enxágue-o.

Tratamento caseiro

Além do uso de shampoos, existem procedimentos caseiros que ajudam a eliminar os piolhos.

Vinagre: O vinagre e o azeite misturado com água é aplicados numa touca de plástico na cabeça. Pois é capaz de dissolver a camada que envolve as lêndeas.  Impedindo com que elas se desenvolvam no fio de cabelo, facilitando a retirada das lêndeas e piolhos com pente fino.

Chá de arruda: Esse chá ajuda a eliminar os piolhos e também acalma a coceira no couro cabeludo.

Citronela: É um spray que com o seu aroma intenso acaba afastando o piolho e outros insetos.

Óleos: Óleos de lavanda, hortelã-pimenta e eucalipto podem ajudar a eliminar os piolhos do couro cabeludo, porém é necessário que os mesmos sejam aplicados antes de dormir, para que possam agir durante a noite toda.

Prognóstico (convivendo)

Pediculose piolho

Piolhos causam bastante incomodo e o prognostico da infestação desses parasitas deve ser mantendo a higiene na área afetada. E lavando roupas e objetos pessoais do individuo infectado separadamente.

Enquanto durar o tratamento, o paciente deve evitar secar os fios com secador de cabelos. Além de ser afastado de algumas atividades, principalmente crianças que estejam frequentando a escola. Para evitar a contaminação para outras pessoas, inclusive do seu convívio pessoal.

Prevenção da Pediculose

Os piolhos surgem através de contaminação de pessoas próximas, portanto é possível seguir algumas recomendações para evitar a infestação de piolhos como:

  • Evitando compartilhar pertences pessoais com contato direto ao couro cabeludo;
  • Passar sempre o pente fino, para verificar se possui piolhos ou lêndeas;
  • Se atentar, principalmente em crianças que estejam com coceira na cabeça;
  • Tomar cuidado em locais de uso público;
  • Manter a higiene pessoal em dia;
  • Não compartilhar roupas;
  • Evitar proximidade com pessoas que estejam com piolhos;

Pergunta dos leitores

Como é a transmissão da Pediculose?

Os piolhos não voam, por isso são transmitidos apenas pelo contato. Ele se infesta através da proximidade de pessoas conhecidas e também em ambientes aglomerados. Também pode se manifestar através do contato com roupas e objetos que são compartilhados por pessoas que estejam com pediculose.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...