Mesigyna


Existem diversos tipos de anticoncepcionais para expandir as opções das pessoas na hora de usa-los. Temos de forma oral, como comprimido, temos forma alternativa, como adesivo, e também outro método, por injeção, onde se encaixa o mesigyna, que será o anticoncepcional que abordaremos e traremos informações nesse artigo.

O mesigyna é um dos anticoncepcionais mais famosos e populares. Diversos fatores ajudam nessa popularização dele, seja pela sua eficiência, deixando o risco de gravidez quase no 0, seja por não precisar utiliza-lo diariamente, igual outros tipos de anticoncepcionais. Porém, ele causa alguns efeitos colaterais que podem ser bem desconfortável para as mulheres que utilizaram eles.

Mesigyna é um dos anticoncepcionais mais efetivos a favor do controle de natalidade. A utilização dele corretamente e sem atrasos, que será explicado mais a frente, deixa as chances de uma gravidez indesejada quase que 0%.

Composição, venda e preço

A composição base de cada um ml de mesignya contêm 50 mg de enantato de noretisterona mais 5 mg de valerato de estradiol, assim proporcionando o efeito necessário do anticoncepcional.

Na caixa de mesignya, disponível e de fácil acesso em quase todas as farmácias, contêm uma seringa carregada de 1 ml mais a agulha, para a utilização.

O preço gira em torno de R$20 á R$30, já contendo tudo o que foi citado anteriormente. A sua venda só é permitida sobre prescrição médica, pelo fato de que se mal utilizado pode acontecer alguns problemas para a pessoa.


Como utilizar o medicamento

Como explicado anteriormente, o mesignya é um dos tipos de anticoncepcionais que são utilizados por uma injeção. A sua utilização é recomendada nas áreas dos glúteos, porém podendo ser utilizado no braço também como uma opção.

Ao inserir a seringa da injeção na área escolhida, e colocar diretamente o uso do medicamento, é necessário, rapidamente, colocar um pequeno esparadrapo no local do pequeno furo criado, para evitar que sangramento se espalhe, infecções e que o medicamento regresse.

As doses são mensais, sendo uma a cada mês, um dos fatores que fazem o mesignya tão procurado pelas mulheres. O tempo entre as doses podem variar entre 27 á 32 dias, porém o ideal é ser de 30 á 30 dias, em caso de atrasos ou esquecimento da data o efeito do anticoncepcional perde uma parte da efetividade.

Para iniciar a contagens de doses, a primeira deve acontecer no primeiro dia de um novo ciclo menstrual, do mês que pretende iniciar a medicação. Sendo que, na primeira ou segunda semana, após a primeira injeção, é normal ter sangramentos vaginais. Outros sangramentos ocorreram de em cerca de 30 á 30 dias, podendo acontecer um pouco antes. Caso não acontece os sangramentos ou ocorrer sangramentos irregulares, no caso, fora desses ciclos citados anteriormente, é de extrema importância procurar um médico.

É importante reforçar que o medicamento deve ser aplicado por um especialista, seja ele seu médico ou um enfermeiro, pois a injeção no local errado, pode causar problemas.

Para manter o medicamento é necessário guarda-lo longe da luz, sobre uma temperatura ambiente. É imprescindível a não utilização do medicamento vencido.

Funcionamento no organismo

Após ocorrer a injeção do mesigyna, ele irá iniciar seu funcionamento no organismo, para evitar a gravidez como um método anticoncepcional.

Ao ter acesso ao corpo humano, os elementos do medicamento são liberados lentamente no organismo, por isso o fato de só precisar de uma dose por mês, pois seu efeito já é o suficiente.

Quem não podem utilizar o medicamentomesigyna usufruir do mesigyna.

Elas são:

  • Mulheres gestantes ou com suspeitas de gravidez
  • Histórico de algum tipo de doença ou ferimento do fígado, onde ele ainda não está com o funcionamento perfeito
  • Histórico de câncer ou doenças devido a ingestão de hormônios sexuais
  • Mulheres com sangramentos vaginais não explicados ou solucionados por médicos
  • Pessoas com alergia aos ingredientes bases do mesignyna, citados anteriormente
  • Hipertensão leve

Benefícios

Como todo o medicamento, o mesigyna tem como papel principal trazer benefícios ao paciente que irá desfrutar dele.

Esses benefícios são:

  • A necessidade de só utilizar uma vez por mês
  • Evitar gravidez indesejada
  • Diminui os principais e piores efeitos da TPM
  • Organiza e regula os ciclos menstruais

Efeitos colaterais

Porém, além dos ótimos benefícios que o medicamento trás para as pessoas, ele também entrega efeitos colaterais que podem incomodar bastante o seu usuário.

Os principais males são:

  • Sangramentos fora dos ciclos normais ou ausência dos sangramentos nesses ciclos
  • Troca no padrão dos antigos ciclos menstruais
  • Dores na respiração e tosses
  • Mudanças no humor, principalmente depressão e raiva
  • Enxaquecas, dores de cabeça e náuseas
  • Aumento de peso
  • Retenção de líquido
  • Irritações grandes na pele
  • Aumento da sensibilidade e dores nas mamas, podendo até ocorrer alguns secreções
  • Vômitos com dores no abdômen
  • Diarreias
  • Desconforto nos olhos, principalmente para quem tem algum problema de visão
  • Aumento da pressão arterial, podendo, muito raramente, ocorrer derrames
  • Grande aumento do desejo sexual
  • Alguma irritação ou ferida no local onde foi feito o furo da injeção
  • Mudança da cor da pele, podendo ficar um pouco amarelada

Além desses existem outros, porém essas são os mais comuns e principais. Quando ocorrer qualquer um desses efeitos, principalmente se for grandes quantidades e estar dores ou mudanças insuportáveis, é de muita importância recorrer a um médico, pois o seu organismo pode sofrer grandes problemas se esses efeitos forem graves.

Como podemos observar e notar, o uso de um anticoncepcional, no geral, podendo ser ele de qualquer tipo, causara problemas e efeitos na mulher, infelizmente isso é um das realidades desse medicamento, porém ainda é uma das melhores e mais recomendadas saídas para não acontecer gravidez indesejada ou fora do momento. O uso dela por injeção é uma grande saída para aquelas que não querem sempre estar precisando tomar ou se preocupar em utilizar algum tipo de anticoncepcional, assim sendo o msigyna é sim um medicamento bem recomendado e uma excelente saída para iniciar seus cuidados.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (13 votes, average: 4,15 out of 5)
Loading...