Hérnia umbilical – É Grave? Sintomas, Tratamento, Causas, Riscos!


A hérnia umbilical ocorre devido a um inchaço na região do umbigo, que geralmente é benigno, ou seja, pode ser resolvido através de uma cirurgia.

Isso ocorre devido a uma falha durante o fechamento da ferida umbilical. A Hérnia Umbilical ocorre em cerca de 20% de todas as crianças.

O que é Hérnia umbilical?

A Hérnia Umbilical é uma eminência anormal, que pode ser vista ou sentida durante a região do umbigo, onde a área fica inchada.

A Hérnia se desenvolve quando uma parte do revestimento do abdômen se acumula através do músculo da parede abdominal.

A Hérnia é comum em bebês, surgindo no local da cicatriz umbilical. Ela ocorre geralmente em bebês com baixo peso ao nascer e podem atingir principalmente em bebês prematuros.

Sintomas da Hérnia umbilical

As hérnias umbilicais podem ser vistas quando o bebê está realizando algum tipo de esforço como chorando, rindo ou defecando. Um dos sintomas da Hérnia umbilical é o inchaço que chama bastante atenção.


Em algumas semanas após o nascimento, logo depois que o coto umbilical cai, é possível perceber a hérnia, porém em alguns casos, só é possível perceber a Hérnia quando as crianças ficam um pouco mais velhas.

O tamanho da Hérnia pode variar de acordo com a criança, sendo que a média é de 2,5 cm de diâmetro. Como as crianças geralmente não sentem dores da hérnia, os principais sintomas que os pais devem se atentar é com o inchaço na região do umbigo.

Em casos raros, os adultos também podem desenvolver a Hérnia, principalmente quando acontece muita pressão abdominal, tendo o mesmo sintoma dos bebês, com um inchaço perto da região do umbigo.

hernia umbilical

Causas da Hérnia umbilical

O anel umbilical é formado por músculos e outros tecidos no local em que o cordão umbilical se liga ao corpo do bebê. Geralmente esse anel fecha antes do nascimento do bebê.

Se os músculos não se unirem na linha média do abdômen, pode acabar ficando fraco e com isso causar uma Hérnia umbilical que pode se manifestar dias após o nascimento ou mais tarde.

As possíveis causas de uma Hérnia umbilical são:

  • Obesidade;
  • Gestações múltiplas;
  • Líquido na cavidade abdominal;
  • Cirurgia abdominal anterior;

Fatores de risco

hernia umbilical tratamento

As Hérnias acontecem com maior frequência em crianças, bebês prematuros e principalmente com pouco peso ao nascer.

Os principais fatores de risco da Hérnia umbilical em adultos é o excesso de peso, por isso é muito importante respeitar os limites físicos do seu corpo.

Diagnóstico

O diagnóstico de uma Hérnia umbilical é feito pela aparência, portanto ao observar um inchaço e um leve desconforto na região do umbigo, tanto em crianças como em adultos.

O paciente deve procurar o seu médico que irá verificar a forma e o tamanho da Hérnia, indicando o devido tratamento.

Quando procurar ajuda médica

Alguns sinais são importantes para verificar se a hérnia umbilical se trata de algo mais grave, como verificar se o bebê está vomitando ou com dor óbvia na área abdominal e através do inchaço (em crianças e adultos).

O clínico Geral, Pediatra e Gastroenterologista são os especialistas que realizam o diagnóstico da Hérnia umbilical.

Tratamento da Hérnia umbilical

Cirurgia de Hérnia umbilical

Geralmente as hérnias umbilicais em bebês se fecham por conta própria dentro de aproximadamente 18 meses, onde o médico também pode empurrar a protuberância de volta para o abdômen através de um exame físico.

No caso de crianças, a cirurgia só é recomendada se a hérnia umbilical tiver fortes dores, que ultrapassem 1,5 centímetros de diâmetro, quando não diminuem de tamanho em até 1 ano e nem desaparecem em até os 03 anos de idade.

A cirurgia também é indicada quando a Hérnia se prende aos intestinos ou causam bloqueio.

A cirurgia em adultos é indicada para evitar possíveis complicações, principalmente se ficar maior ou se tornar muito dolorosa.

A cirurgia ocorre com uma pequena incisão feita na base do umbigo, onde o tecido da hérnia é retornado para a cavidade abdominal, onde a abertura é costurada.

É importante durante o processo cirúrgico que ocorra o implante de uma prótese para reforço da área fragilizada tanto em adultos quanto em crianças. A cirurgia é eficaz para o tratamento da hérnia.

Possíveis complicações

As complicações da hérnia umbilical costumam ser raras. Porém quando o tecido abdominal fica preso e não pode mais ser empurrado para dentro da cavidade abdominal ele pode causar complicações.

Isso faz com que o fornecimento de sangue seja reduzido. Causando uma infecção que pode espalhar por toda a cavidade abdominal. Esse tipo de complicação é mais frequente em crianças.

Em adultos, os cuidados devem ser mais no pós-operatório. Pois os adultos com hérnia umbilical são um pouco mais propensos a experimentar o encarceramento ou obstrução dos intestinos.

Prevenção

Não existe uma forma de prevenção para o aparecimento da hérnia umbilical.

Hérnia umbilical Fotos

hernia umbilical sintomas

hernia umbilical fotohernia umbilical foto

Pergunta dos leitores

Como é a recuperação da cirurgia de Hérnia umbilical?

A recuperação do pós operatório da cirurgia de hérnia abdominal ocorre entre 1 a 2 dias, onde o paciente já tem alta médica. As recomendações são:

  • Usar analgésicos ou anti-inflamatórios para aliviar a dor;
  • Não fazer esforços físicos;
  • Evitar dirigir veículos;
  • Não esquecer de retornar á consulta de reavaliação com o cirurgião;
  • Evitar praticar esportes físicos intensos;

Hérnia umbilical pode ocorrer na gravidez?

hernia umbilical gravidez

Sim, a hérnia umbilical pode ocorrer durante a gravidez. A gestante poderá observar um desconforto e inchaço na barriga e deverá informar o seu médico para o devido diagnóstico.

A hérnia umbilical pode ocorrer na gravidez devido à pressão dentro da barriga. A hérnia não costuma ser perigosa e nem causar nenhum dano á mãe e ao bebê.

A cirurgia de Hérnia no umbigo é perigoso?

A hérnia pode ser perigosa caso ela acabe estourando devido a um estrangulamento herniário. Isso acontece quando a hérnia fica presa na abertura que permitiu o seu extravasamento. De modo que acaba dificultando o vai e vem do órgão extravasado.

Isso pode provocar uma torção na alça intestinal, deixando de receber sangue e oxigênio. Onde a parte afetada se rompe e acaba ocorrendo uma perfuração do intestino. Com a saída de fezes e líquido intestinal para o interior do abdômen, podendo levar o paciente a morte.

Em casos comuns, a cirurgia da hérnia umbilical resolve o problema e não causa nenhum risco para a pessoa.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...