Hérnia de Disco tem cura?


No Brasil, as doenças relacionadas à coluna se tornaram grandes problemas de saúde pública, com impactos enormes na economia do país. A vida moderna trouxe o aumento dos índices de excesso de peso, o sedentarismo, os maus hábitos alimentares, impactando, também, no desenvolvimento de várias doenças.

A hérnia de disco é a doença que está na lista das que mais pagam auxílio-doença e que mais se destacam como causas das aposentadorias por invalidez, gerando afastamento do trabalhador e aumentando o custo com a saúde do país.

Neste artigo, iremos mostrar que a hérnia de disco tem cura e como é simples tratar este problema.

A hérnia de disco tem cura?

A hérnia de disco é uma doença crônico-degenerativa da coluna, causada por uma lesão dos discos que formam a coluna vertebral, causando uma deformidade dos mesmos entre as vértebras, sendo bastante frequente nos dias atuais por diversos motivos.

A coluna vertebral se estende da cabeça até a região das nádegas, conectando todo o sistema nervoso juntamente com o cérebro. Ela é dividida, basicamente, em quatro partes, a coluna cervical (pescoço), a região torácica (próxima ao peito), a região lombar e a região pélvica.

A coluna é formada a partir de ossos denominados de vértebras que estão uns empilhados sobre os outros, separados apenas por um disco que tem a função de amortecer os impactos entre estes ossos.


Muitas são as causas relacionadas à hérnia de disco, tais como a postura inadequada que acaba sobrecarregando a coluna, fazendo com que os discos intervertebrais sofram cargas anormais, além de situações em que haja um aumento de tensão nesta região como pequenos acidentes, a execução e a prática inadequada de exercícios físicos, entre muitas outras situações.

Hérnia de Disco tem cura?

A hérnia de disco se inicia com o processo de ruptura das fibras dos discos da coluna, correndo-se o risco de pressionar as raízes nervosas do canal, causando, assim, uma infecção ou inflamação no local danificado.

Dependendo da localização do problema, há a ocorrência de diversos sintomas, inicialmente com o aparecimento de dores fortes, que irão variar conforme a região, o tamanho, o tipo e o grau de desenvolvimento da lesão. Podem ocorrer também sintomas como a sensação de formigamento, de dormência e até mesmo certa fraqueza nos membros inferiores.

As dores relacionadas à hérnia de disco se iniciam na região lombar, sendo um dos principais sintomas, podendo se ampliar para outras regiões como as nádegas, as coxas e os joelhos, gerando uma dor mais aguda, que irá piorar com qualquer tipo de esforço físico.

Outras causas para a hérnia de disco podem estar relacionadas às predisposições genéticas, seguidas do envelhecimento e da pouca atividade física, além do tabagismo e da exposição a cargas repetidas ou a vibrações prolongadas.

Veja, a seguir, alguns dos tratamentos e saiba que a hérnia de disco tem cura:

Mantenha a postura de maneira adequada

Manter a postura ereta é fundamental para prevenir o problema, seja andando ou quando for necessário o transporte de cargas junto ao corpo, evitando-se, ao máximo, torções da coluna, mantendo a postura sempre correta e se utilizando sapatos confortáveis para suportar adequadamente o peso do corpo.

Tenha um estilo de vida saudável

A prática de atividades físicas de maneira regular, ajuda na melhoria da postura, principalmente quando são feitos os exercícios que promovam o alongamento e o aquecimento de músculos e articulações, assim como também a realização de atividades que estimulem o desenvolvimento da massa muscular, fortalecendo ainda mais a região ao redor da coluna.

Uso de medicamento e tratamento cirúrgico

Prevenir o problema é fundamental, mas se o paciente já sente muitas dores, é importante saber que a hérnia de disco tem cura, podendo-se controlar os sintomas com o uso de medicamentos como analgésicos e anti-inflamatórios, e, nos casos mais críticos, é possível realizar a correção do problema com a cirurgia.

Considerações Finais

A hérnia de disco tem cura e é um problema que tem diversas causas, tais como os problemas relacionados à postura errada no dia a dia, ao excesso de carga que é transportada pela pessoa, assim como também por algumas predisposições genéticas, além da falta de atividades físicas regulares, do tabagismo, entre outros fatores.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...