Gardnerella Mobiluncus


A Gardnerella Mobiluncus é uma bactéria que faz parte naturalmente da vagina. Porém, por causa de alguns fatores ou algum desequilíbrio na flora vaginal, ela pode se reproduzir de maneira acentuada e desorganizada e ocasionar uma condição conhecida como vaginose bacteriana.

A vaginose bacteriana difere da vaginite. No caso dessa última, há uma infecção generalizada dos tecidos vaginais e, na vaginose, as lesões são bem pequenas ou até inexistentes, por isso, são facilmente tratadas.

A vaginose bacteriana causada pela Gardnerella Mobiluncus é sexualmente transmissível e, caso haja contato com uma mulher gestante, esta poderá ter complicações sérias, que pode levar ao parto prematuro.

Sintomas da vaginose bacteriana causada pela Gardnerella Mobiluncus

A proliferação descoordenada da Gardnerella Mobiluncus no aparelho genital feminino pode acontecer devido à baixa do sistema imunológico, que geralmente ocorre após situações de extremo estresse e nervosismo, ou no período de convalescência de alguma doença. Porém, ela pode ser infectada por um parceiro sexual que, por sua vez, foi infectado por outra parceira.

A vaginose por Gardnerella Mobiluncus, como já mencionado anteriormente, dificilmente apresenta manifestações clínicas, mas estas podem ocorrer em algumas mulheres. Após o contato com a bactéria, o período de incubação é de 2 a 21 dias.

Essas manifestações são caracterizadas por o surgimento de um corrimento de cor amarela ou cinza, com a presença ou não de bolhas na superfície e com um cheiro forte e desagradável que lembra “cheiro de peixe podre”. Algumas mulheres também relatam coceira vaginal.


Mulheres que têm mais de um parceiro sexual são mais propensas a serem acometidas pela vaginose bacteriana.

Como é sexualmente transmissível, a Gardnerella Mobiluncus também pode provocar sintomas no homem. Os mais comuns são:

  • Dor ao urinar.
  • Coceira na região genital.
  • Presença de uma secreção amarelada ou cinza.
  • E inflamações nas partes do pênis: prepúcio, glande ou uretra (uretrite).

Alguns homens podem estar infectados com a bactéria e não apresentar sintomas, por isso é muito importante o uso de preservativo ao ter relações sexuais, principalmente se o homem tiver várias parceiras.

A importância do tratamento adequado

Gardnerella mobiluncus
Foto: Reprodução

Embora seja uma situação que pode ser tratada facilmente, complicações podem surgir caso o tratamento não seja adequado ou o indivíduo não siga as orientações do médico.

Dentre as principais complicações e consequências da vaginose bacteriana por Gardenerella Mobiluncus estão: infertilidade, salpingite (inflamação que acomete as tubas uterinas e podem resultar na infertilidade feminina), endometrite, aborto ou parto prematuro, aumento do risco de transmissão pelo HIV, aumento na incidência de outras DSTS como a gonorreia, trichomoníase e outras.

Tratamento da vaginose bacteriana por Gardnerella Mobiluncus

Para que se tenha certeza do diagnóstico da doença, o ginecologista colhe uma amostra do tecido vaginal, além de realizar o exame papanicolau.

Ao examinar as secreções é possível analisar o pH da vagina. Quando acometido pela Garnderella Mobiluncus, o pH fica mais alcalino.

Após o diagnóstico, o tratamento é medicamentoso e deve ser realizado pela mulher e o (s) seu (s) parceiro (s) sexual, caso contrário haverá recidiva do quadro (reapareça novamente) e até um agravamento da condição.

Os medicamentos que são geralmente utilizados no tratamento da vaginose bacteriana é o Metronidazol e a Clindamicina. Em alguns poucos casos, pode haver a cura espontânea da doença.

A prevenção ainda é o melhor que pode ser feito para a manutenção de sua saúde. Usar preservativos (camisinha) é uma medida simples, barata (os postos de saúde distribuem camisinhas gratuitamente) e muito eficaz na prevenção de transmissão dessa e outras DSTs, além de evitar a gravidez indesejada.

Outras medidas como evitar duchas vaginais, limitar o número de parceiros, não praticar sexo sem o uso de preservativo e fazer os exames ginecológicos periódicos são de extrema importância para garantir que não ocorra o surgimento de quaisquer problemas no aparelho reprodutor da mulher. A higiene íntima da mulher deve ser muito bem feita.

As relações sexuais devem ser evitadas durante todo o tratamento e se estender até que o ginecologista libere a paciente para tal prática.

Considerações finais

A vaginose bacteriana provocada pela bactéria Gardnerella Mobiluncus é uma condição fácil de ser controlada e tratada desde que as orientações médicas sejam seguidas com rigor e disciplina, pois suas complicações podem resultar em doenças e situações mais complicadas e a intervenção de um tratamento mais agressivo.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (118 votes, average: 4,54 out of 5)
Loading...