Diprospan (Injeção) Bula – Para Que Serve? Engorda? Efeitos Colaterais…


Existem diversos medicamentos que são totalmente amplos em suas indicações, sendo utilizados em diversos tratamentos com efetividade e conseguindo curar ou aliviar os sintomas de muitas doenças, sendo elas agudas ou crônicas, o Diprospan é um destes remédios.

Normalmente, esses remédios possuem corticosteroides como seus principais componentes, já que são substância bastante efetivas contra diversas bactérias, infecções, inflamações e doenças no geral. Com isso, um medicamento que se destaca muito positivamente, possuindo essa ampla ação citada, é o Diprospan do laboratório Mantecorp, sendo comercializado somente em forma de suspensão injetável.

Com isso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando informações importantes sobre seu uso, além de detalhes de precauções e contraindicações essenciais para todos aqueles que querem iniciar algum tratamento com o remédio.

Para que serve Diprospan ( Indicação )

O Diprospan deve ser utilizado para tratar qualquer doença, seja ela aguda ou crônica, que reagem a qualquer corticoide.

As principais situações que o medicamento pode ser utilizado é:

Diprospan


  • Artrite reumatoide
  • Artrose
  • Bursite
  • Espondilite anquilosante e radiculite
  • Dor na região do cóccix e costas
  • Torcicolo
  • Ciática
  • Exostose
  • Asma
  • Rinite e bronquite alérgica
  • Edema de Quincke
  • Reação alérgica causada por outros medicamentos
  • Picadas de inseto
  • Dermatite
  • Líquen simples crônico ou plano hipertrófico
  • Urticária
  • Queda de cabelo
  • Úlcera que afeta diabéticos
  • Lúpus
  • Queloide
  • Psoríase
  • Pênfigo
  • Esclerodermia
  • Dermatomiosite
  • Tumores Malignos
  • Alteração hormonal em mulheres
  • Colite ulcerativa
  • Doença celíaca
  • Ileíte regional
  • Bursite
  • 5º dedo varo
  • Hallux rigidus
  • Transtornos hematológicos
  • Síndrome nefrótica e nefrítica

Vale ressaltar que, mesmo o paciente saber da indicação de uso do medicamento, nunca é recomendado utilizado por conta próprio. O paciente deve buscar orientação médica antes de dar início ao tratamento.

Como funciona

O medicamento Diprospan possuí como princípio ativo a junção das substâncias dipropionato de betametasona + fosfato dissódico de betametasona, que conseguem produzir efeitos anti-inflamatórios, antialérgicos e antirreumáticos no organismo do paciente.

O fosfato dissódico faz uma primeira e rápida ação, fazendo o alívio dos sintomas de imediato, logo após a administração do medicamento. Já o dipropionato consegue manter a ação de forma mais prolongada e longínqua, conseguindo manter o alívio e tratamento.

Diprospan dores cronicas

Benefícios do Diprospan

O principal benefício do Diprospan é seu efeito rápido, por ter uma absorção muito acelerada pelo organismo do paciente em tratamento. Além ter uma ação veloz e direta, ele consegue manter o alívio dos sintomas por bastante tempo.

Outro benefício bem importante é que ele consegue tratar diversos sintomas de várias doenças, como foi indicado no tópico “Para que serve Diprospan”.

E por fim, ele é liberado para ser utilizado em mulheres grávidas, até mesmo as com risco de parto prematuro.

Como usar Diprospan injeção

A aplicação deve ser intramuscular, intra-articular, periarticular, intrabúrsica, intradérmica, intralesional e em tecidos moles. Nunca sendo aplicado por via intravenosa ou subcutânea.

A injeção é feita na região glútea, na maioria dos casos.

A aplicação a injeção só pode ser feita por um médico especialista ou outro profissional de saúde.

É necessário agitar a suspensão antes de fazer a aplicação.

Dependendo da doença, inflamação ou infecção, a posologia recomendada pode sofrer alterações.

A aplicação da dose inicial deve ser feita até o momento que o paciente comece a reagir de maneira satisfatória, com os sintomas abaixando.

A posologia normalmente recomendado para o tratamento sistêmico, para quase todas as doenças e situações, é de:

  • Administração inicial e única de 1 a 2 ml, podendo repetir a dose, quando necessário.

Contraindicações

Como todo e qualquer medicamento, o Diprospan possuí algumas contraindicações de uso, que devem ser seguidas por todos os pacientes que desejam iniciar algum tratamento o utilizando. São elas:

  • Pacientes que possuem alergia, hipersensibilidade ou qualquer outro problema que pode ser causado ou agravado com o uso de algum dos componentes presentes na formulação do medicamento.
  • Pacientes que possuem alguma infecção sistêmica causado por fungos.
  • Ele não deve ser aplicado por via intramuscular em casos de pessoas que possuem púrpura trombocitopência idiopática.
  • Crianças e adolescentes com idade menor do que 15 anos.

Composição Diprospan injetável

Cada um mL da suspensão injetável contém os seguintes componentes:

  • 6,43mg de dipropionato de betametasona
  • 2,63mg de fosfato dissódico de betametasona
  • Excipientes: fosfato de sódio dibásico, cloreto de sódio, edetato dissódico, polissorbato 80, álcool benzílico, metilparabeno, propilparabeno, carmelose sódica, macrogol, ácido clorídrico e água para injetáveis

Efeitos colaterais Diprospan

Os pacientes que estiverem fazendo tratamento com Diprospan podem sofrer algumas reações adversas ou efeitos colaterais, mesmo sendo bem raras e o medicamento sendo bem aceito pelo organismo. Os casos que podem acontecer são:

Diprospan posologia

  • Insônia
  • Desconforto gastrintestinal
  • Fome maior do que o comum
  • Maior chance de surgimento de infecções pelo organismo
  • Dificuldades de cicatrização, quando presente
  • Vasos superficiais ficarem visíveis
  • Pele ficar frágil
  • Coceira
  • Inflamação do folículo piloso
  • Diabetes
  • Síndrome de Cushing
  • Osteoporose
  • Sangramento interno
  • Redução do potássio no sangue
  • Retenção de sódio e água
  • Alterações menstruais nas mulheres
  • Estrias
  • Hematomas
  • Espinhas
  • Urticária
  • Suor em excesso
  • Vermelhidão
  • Alterações na região que foi feita a aplicação
  • Aumento de pelos
  • Diminuição da pigmentação da pele
  • Tontura e confusão
  • Convulsões
  • Depressão
  • Alteração de personalidade e humor
  • Úlcera
  • Aumento do fígado
  • Dor na região abdominal
  • Diminuição de espermatozoides
  • Fraqueza e lesão muscular
  • Catarata
  • Pressão alta
  • Arritmias
  • Insuficiência cardíaca
  • Edema no pulmão
  • Vasculite
  • Aumento ou diminuição do peso
  • Soluções
  • Fraturas
  • Necrose asséptica
  • Ruptura de tendão
  • Instabilidade articular
  • Pancreatite
  • Esofagite
  • Equimose
  • Glaucoma

Caso no surgimento de alguma das reações citada acima, ou qualquer outro efeito colateral que aparecer, o paciente deve informar o médico especialista e notificar a ANVISA.

Interação com outros medicamentos

  • Fenobarbital, rifampicina, fenitoína ou efedrina podem diminuir os efeitos dos corticosteroides.
  • A coadministração de corticosteroides e estrogênios deve ser feita como muita cautela.
  • Utilizar corticosteroides e diuréticos depletores de potássio ao mesmo tempo pode diminuir o potássio no sangue.
  • A administração conjunta de corticoides e glicosídeos cardíacos pode aumentar as chances do paciente sofrer com arritmias ou intoxicação digitálica.
  • Os corticoides podem aumentar os efeitos da anfotericina B.
  • Os corticosteroides podem diminuir os efeitos dos anticoagulantes cumarínicos.
  • Os corticosteroides devem ser utilizados com cuidado junto ao ácido acetilsalicílico .

Precauções

Além das contraindicações, os pacientes devem seguir algumas orientação de precauções com o uso do medicamento. São elas:

  • Nunca o aplicado por via intravenosa ou subcutânea.
  • Somente um profissional de saúde pode fazer a aplicação da injeção.
  • O paciente não deve fazer muitos movimentos da região que a injeção foi aplicada.
  • A administração deve ser profunda em grandes massas musculares.
  • Deve ser evitado aplicar o Diprospan em uma região em uma articulação previamente infectada ou não estável.
  • Evitar aplicado nos tendões.
  • Em uma tratamento mais longo, é possível a administração do medicamento ser alterada para uma oral.
  • Os pacientes, em alguns casos, devem fazer uma dieta que restringe o sal e suplementa o potássio.
  • Não é recomendado o paciente executar vacinações de imunização ao momento que estiverem em tratamento com o Diprospan.
  • Pacientes com tuberculose só podem utilizar o medicamento se a doença for do tipo fulminante ou disseminada, outros casos deverem possuir uma observação próxima e cuidadosa do médico.
  • Pacientes com hipotireoidismo e cirrose hepática podem causar maiores efeitos dos corticoides.
  • Pacientes com herpes simples ocular, colite ulcerativa, probabilidade de perfuração iminente, abscesso ou outra infecção piogênica, em diverticulite, anastomose intestinal recente, úlcera péptica ativa ou latente, insuficiência renal, hipertensão arterial, osteoporose ou miastenia gravis devem ter cautela ao utilizar o medicamento.
  • Diprospan pode causar doping.Diprospan Injeção

Superdosagem

Em caso de superdosagem de Diprospan, quando o paciente toma alguma dose acima do recomendado do medicamento, é necessário buscar ajuda médica com urgência, levando a caixa e bula original do remédio.

Diprospan Genérico

A formulação  Dipropionato de Betametasona + Fosfato Dissódico de Betametasona, que é o genérico de Diprospan, pode ser encontrado sendo comercializado nas principais farmácias populares. É necessário a presença da receita médica para sua aquisição.

O preço variante da solução injetável em uma ampola de 1 ml é de R$6 a R$12.

Diprospan Preço e onde comprar

O Diprospan, pode ser encontrado sendo comercializado nas principais farmácias populares. É necessário a presença da receita médica para sua aquisição.

O preço variante da solução injetável em uma ampola de 1 ml é de R$22 a R$28.

Perguntas dos leitores

Existe Diprospan comprimido?

Não, somente em solução injetável.

Diprospan engorda?

Sim, um dos possíveis efeitos colaterais que o Diprospan pode causar é o ganho de massa muscular, principalmente por ele poder aumentar a fome do pacientes.

Diprospan é corticoide?

Sim, já que ele ele é indicado para doenças que respondem e são tratadas com corticoide.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...