Coito interrompido pode engravidar? O que é? Qual a chances / probabilidade de engravidar?


Uma das praticas que muitos homens fazem durante o ato sexual é a ação do coito interrompido.

Para quem não sabe sobre, a ação de coito interrompido é a retirada rápida do pênis de dentro da vagina, antes da sua ejaculação, durante o ato sexual, e ejaculando do lado de fora. É um método muito utilizado, principalmente pelos jovens dos anos 2000, como uma forma de contracepção, ou mais conhecida como anticoncepcional, para diminuir ou impedir as chances de uma gravidez indesejada. Basicamente, para o sêmen não adentrar na mulher.

Porém, como um método anticoncepcional, o coito interrompido tem seus perigos, vantagens, desvantagens e eficiências, e é bem importante saber sobre, pois, mesmo sendo um método muito fácil, bastante utilizado e parecer ser a melhor saída, existem cuidados a serem tomados para não colocar em risco nem a mulher e nem o homem e nem surgir uma gravidez indesejada.

Coito interrompido funciona?

A primeira grande dúvida das maiorias dos casais sobre o coito interrompido é se ele é um método anticoncepcional bem sucedido e que, de fato, impede a gravidez. É importante ressaltar algumas coisas que são até simplórias, porém que muita gente ainda tem dúvidas. Vejamos duas delas:

  • A primeira é que para esse método ser bem sucedido é extremamente importante um controle e rapidez do homem durante a retirada do pênis.
  • A segunda é que o coito interrompido é somente um método para evitar a gravidez da mulher, ele não evita ou aumenta as chances de acontecer doenças sexualmente transmissíveis durante o ato sexual.

O coito interrompido traz é o fato das chances serem menores quando utilizada em todas as relações sexuais. As taxa de falhas para casais que utilizam em todas as relações é de 4%, porém ainda é alta comparando com outros métodos anticoncepcionais.


Coito interrompido engravida?

Coito interrompido engravida?

A primeira e principal falha que o método apresenta é o fato do autocontrole dos homens sobre a ejaculação pode ser baixa. Suponhamos que um homem, durante o ato sexual com sua companheira, prevê que irá ejacular e tenta retirar o pênis antes que aconteça, porém não consegue e acaba ejaculando antes de acontecer à retirada. Isso é bastante comum de acontecer, pois grande parte dos homens não consegue ter o controle total da sua ejaculação, porém causas falhas durante o coito interrompido.

Outro risco do coito interrompido é em relação ao ato de pré-ejaculação, mais conhecido como a lubrificação. Alguns estudos indicam que essa pré-ejaculação pode conter espermatozoides, porém outros estudos, em geral mais atuais, desmentem, falando que é muito raro existir. Porém, sendo verdade ou não, é um risco que pode ser colocado a prova. É recomendado, a que os homens urinem entre as ejaculações, para limpar a uretra.

Esses dois pontos abordados deixam claro que é possível sim, engravidar mesmo usando como método contra conceptivo o coito interrompido,visto que ele depende principalmente do total controle do homem na hora da ejaculação.

Vantagens do coito interrompido

Como mostrado no tópico anterior, o coito interrompido é de fato um método bem controverso e não muito confiável por alguns motivos, porém ainda existem algumas vantagens que valem ser citadas, para que ainda busca essa prática durante o ato sexual.

coito interrompido

As principais vantagens são:

  • Um método totalmente natural, não precisando de utilização de nenhum tipo de droga ou substancia, que podem colocar a saúde da mulher em risco, para evitar uma gravidez
  • Sem custos, não é preciso desembolsar nada para utilizar do coito interrompido
  • É um método extremamente rápido e nada hora do ato sexual
  • Os homens que tem maior controle da sua ejaculação conseguem ter mais certeza e eficiência com esse método
  • O coito interrompido, junto a outros métodos anticoncepcionais, como a tabelinha ou adesivos, e um ciclo menstrual regular, é bem efetivo.

Desvantagens do coito interrompido

E como um método não confiável, nem recomendado por médicos e especialista, o coito interrompido também apresenta desvantagens, muitas, por sinal. Vamos a elas:

  • Como um método bem inseguro, pode gerar algum desconforto, tanto para a mulher como para o homem, durante o ato sexual.
  • Entre os métodos anticoncepcionais mais famosos, é o que apresenta mais chances de falhas
  • Como citado anteriormente, ele não previne a causa de doenças sexualmente transmissíveis
  • Insatisfação, ou perca de desejo, durante o ato sexual, por precisar fazer a retirada do pênis de dentro da vagina
  • Como um método pouco efetivo, existem grandes chances de recorrer a ele, e ainda assim acontecer uma gravidez indesejada
  • Caso a mulher não tenha alcançado o orgasmo antes, ou durante o coito interrompido, é bem provavelmente a utilização de outros meios para alcançar, ou a perca de excitação pelo momento

Entre os médicos e especialistas, uma grande parte indica o coito interrompido como um método pouco efetivo, com as mesmas chances de gravidez de uma ejaculação dentro da mulher, porém existe uma parte que defende o método e vê ele como uma boa alternativa para evitar gestões indesejadas.

Conclusão

Com todas essas informações, é possível tirar a conclusão de que é um método que não passa muita confiança, é um risco grande a correr, principalmente pelas suas vantagens pequenas. É um método que pode ser utilizado quando não é possível a utilização de métodos que pedem uma aquisição maior, pois ela não pesará na sua carteira, muitas pessoas de classe média baixa acabam se utilizando do método por esses motivos.

Porém, se você não quer arriscar, e tem a possibilidade de recorrer a outros métodos, principalmente os que evitam doenças ou outras contaminações do ato sexual, é recomendado que partam para elas, pois quando se trata de assuntos sérios como gravidez indesejada, é necessário um cuidado extra.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (22 votes, average: 4,18 out of 5)
Loading...