Coceira Vaginal – Como Aliviar? Qual Pomada Usar? Remédio Caseiro!


Toda mulher sabe que a coceira vaginal pode ocorrer em diversos momentos da vida e trazer um grande incomodo e desconforto, sendo necessário buscar um tratamento adequado para o caso.

No entanto, nem sempre é simples entender as causas desse problema e procurar a ajuda de um profissional é algo imprescindível.

Porém, se você quer saber um pouco mais sobre o assunto, continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Vamos lá?!

O que é coceira vaginal?

A irritação e a coceira são situações desconfortáveis que podem ocorrer em qualquer parte do corpo, mas quando ocorrem na vagina, que é uma área especialmente sensível, pode ser algo extremamente desagradável, embora na maioria das vezes não seja um motivo para grandes preocupações.

De uma forma geral, a coceira vaginal é o sintoma de algum tipo de alergia ou vaginite, como a candidíase, que é extremamente comum.

Sendo assim, vale lembrar que quando essa coceira ocorre na parte externa da vagina, normalmente ela é causada por uma alergia e quando ocorre na parte interna provavelmente ela está sendo causada pela presença de alguma bactéria ou fungo, podendo estar acompanhada de algum tipo de corrimento ou inchaço.


Sintomas da coceira vaginal

A coceira vaginal normalmente é o próprio sintoma de algum problema e não apresenta sintomas subsequentes, ou seja, uma vaginite tem como sintomas a coceira, o corrimento e o inchaço ou sensação de ardor. No entanto, a coceira em si não oferece sintomas adjacentes.

Coceira Vaginal alivio

Causas da coceira vaginal

As causas da coceira vaginal podem ser bastante variadas, desde uma simples alergia até a presença de fungos e bactérias que causam o problema, entre outros sintomas. O fato é que nada melhor do que contar com a experiência de um profissional para ter o diagnóstico correto. Veja algumas causas:

Vaginose bacteriana

Naturalmente a vagina possui uma série de microrganismos que servem para garanti o seu funcionamento da forma correta. Por isso, pode-se dizer que uma vagina saudável possui muitos fungos e bactérias.

Entretanto, quando há um desequilíbrio da flora vagina, esses fungos e bactérias podem se alojar na vagina para se desenvolver, levando a uma infecção.

Menopausa

Ao final da via reprodutiva feminina ocorre uma diminuição na produção de estrógenos, o que pode fazer com que as paredes dos canais vaginais fiquem mais secas e finas, levando a mulher a sentir irritação e coceira no local. Esse tipo de problema também é comum em mulheres em fase da lactação.

Substâncias químicas

Existem diversos produtos químicos que estão presentes em produtos do dia a dia, tais como cremes, preservativos, contraceptivos, ducha, sabonetes, papel higiênico com perfume, sabão em pó, amaciantes e etc. que podem acabar irritando a região e causando coceira.

Líquen escleroso

Embora seja uma condição rara, nessa situação se forma sore a pele uma mancha fina e esbranquiçada, especialmente na região da vulva, sendo que podem se tornar cicatrizes permanentes na vagina. As mulheres que já passaram pela menopausa devem ter um cuidado especial pois apresentam maior probabilidade de desenvolver essa condição.

Fatores de risco

O risco de apresentar algum tipo de patologia que favoreça o aparecimento de coceira vaginal é aumentado nos seguintes casos:

  • Uso de antibióticos, visto que prejudicam o equilíbrio das leveduras vaginais e pode matar até mesmo as bactérias boas, deixando a região sem defesas, ocasionando uma infecção.
  • Condições que prejudiquem a imunidade, tais como HIV ou diabetes mal controlada. O uso de corticoides pode enfraquecer o sistema imunológico e ainda aumentar o risco de desenvolvimento de infecções.
  • Roupas apertadas acabam levando a região vaginal a superaquecer, favorecendo a proliferação de bactérias e o desenvolvimento de infecções, que resultam na coceira vaginal.
  • Uso de produtos perfumados na área da vagina
  • Realização de duchas vaginais com frequência
  • Menopausa
  • Sexo sem proteção adequada
  • Sexo com múltiplos parceiros.

Diagnóstico

Normalmente, a diagnóstico para a coceira vaginal pode ser feito com uma simples análise do histórico da paciente e também um exame clínico simples, com a observação da área. Caso seja necessário, o médico ainda pode solicitar a realização de alguns exames para identificar fungos ou vírus, tais como:

  • Exame de cultura da secreção vagina
  • Exame de sangue

No entanto, normalmente, somente o exame clínico já é suficiente para que seja possível identificar a causa da coceira vaginal e instituir um tratamento adequado, conforme veremos a seguir.

Tratamento de coceira vaginal

Obviamente, o tratamento para a coceira vaginal irá depender da causa do mesmo, lembrando que muitas vezes o problema se cura por conta própria, não sendo necessário realizar nenhum tipo de tratamento, visto que se reestabelece o reequilíbrio da região e há o combate aos invasores feito pelo próprio organismo.

No entanto, caso a irritação persista e a coceira vaginal continue incomodando e causando desconforto, é preciso procurar um profissional.

Os tratamentos indicados para coceira na vagina, de acordo com as suas causas, são os seguintes:

  • Cadidíase: antifúngicos em creme, por via oral ou em supositórios.
  • Vaginoses e DST’s: medicamentos específicos
  • Coceira vaginal por menopausa: cremes à base de estrógenos

Outros tipos de coceira vaginal, tal como aquela causada pelo líquen escleroso, podem ter seus tratamentos realizados com uso de loções esteroides ou cremes.

Coceira Vaginal pomada

Remédios caseiros para coceira vaginal

Como já foi dito, a coceira vaginal pode ter uma série de causas. Com isso, tem também uma série de possibilidades de tratamento com medicamentos que são estabelecidos de acordo com o diagnóstico.

Sendo assim, somente um especialista é que pode dizer qual o melhor medicamento para cada caso, a maneira de usar e a dosagem adequada. No entanto, os medicamentos mais comuns para os tratamentos de coceira vaginal são:

  • Metronidazol
  • Clindamicina
  • Fluconazol
  • Tinidazol

Vale lembrar que é imprescindível seguir sempre as orientações do médico e nunca praticar a automedicação visto que pode ser perigoso à saúde.

Prevenção

Assim como qualquer condição, ninguém está livre de ter a coceira vaginal. Em algumas pessoas ela é um quadro recorrente. No entanto, existem alguns cuidados que podem ser tomados a fim de evitar esse problema, tais como:

Metronidazol coceira vaginal

  • Usar produtos de higiene adequados: a higiene em excesso ou em falta altera a microflora bacteriana vulvar. Deixando a região vulnerável, além de prejudicar o pH, que é normalmente ácido.
  • Roupas adequadas: ao mais indicado é fazer uso e roupas, principalmente íntimas, de algodão. Não usar roupas muito apertadas visto que ambas favorecem o aparecimento de irritações e proliferação de fungos.
  • Absorventes: muitas mulheres usam protetores diariamente, então, além da época da menstruação, na qual ocorre o uso de absorventes. A vagina nunca está arejada, o que é péssimo, pois abafa o local e retém umidade. Sendo o cenário ideal para o desenvolvimento de uma infecção.
  • Contato sexual: o uso de preservativos nas relações sexuais é fundamental para evitar o contato com causadores de coceira vaginal.
  • Higiene: a limpeza deve ser feita com sabonetes neutros. E sem perfume sendo que uma vez por dia é o ideal para a limpeza dessa área.

Pergunta dos leitores

Qual pomada ginecológica posso usar para coceira e corrimento?

Como já foi dito, existem diversos produtos disponíveis. Sendo que cada um deles é mais ou menos adequado para o possível causador da coceira vaginal. No entanto, cremes vaginais que tem na sua base substâncias como Secnidazol, Tinidazol, Fluconazol ou Metronidazol costumam ser bastante eficientes.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a coceira vaginal. Suas causas, tratamentos e como proceder para evitar que esse problema apareça. Boa sorte!


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (No Ratings Yet)
Loading...