Cefalexina: para que serve e modo de usar


A Cefalexina é recomendada para o tratamento de infecções bacteriana, respiratórias como sinusite, causada por estreptococos. Sendo uma cefalosporina de primeira geração, o remédio tem ações contra as bactérias: Escherichia coli, Haemophilus influenzae, Staphylococcus aureus, Proteus mirabilis, Klebsiella pneumoniae, Staphylococcus epidermides, Streptococcus pneumoniae, Streptococcus pyogenes, Moraxella catarrhalis e Proteus mirabilis.

Neste artigo iremos analisar quando se deve usar a Cefalexina, causas e efeitos colaterais do medicamento.

Informações ao Paciente

Antes de iniciar o tratamento com esse medicamento, leia com atenção essa bula.

  • Guarde esta bula. Você pode necessitar ler as informações de novo outra hora.
  • Esta bula fornecerá informações sobre os benefícios e riscos da Cefalexina. Ela inclusive a orientará sobre como você deve tomar Cefalexina de modo correto e em que momento precisa informar ao seu médico sobre condições relacionadas à sua saúde. Se tiver qualquer dúvida, solicite ajuda ao seu médico ou farmacêutico.
  • Esse remédio foi receitado para você e não deve ser fornecido a outras pessoas, uma vez que pode ser prejudicial a elas, ainda que os sintomas que elas apresentem sejam iguais aos seus.
  • Se algum dos efeitos colaterais se tornar grave ou se você notar algum outro efeito colateral que não foi citado nesta bula, avise ao seu médico ou farmacêutico.

Pra que serve Cefalexina

Cefalexina é um antibiótico pertencente à família das cefalosporinas, semelhante a família das penicilinas.  Ela é indicada em casos de distúrbios causados por bactérias e não doenças virais.

A Cefalexina serve para tratar:


  • Erisipela (Inflamação da pele causada por estreptococos)
  • Impetigo (Inflamação da pele altamente contagiosa, causada por estreptococos)
  • Faringite
  • Otite média (Doença inflamatória do ouvido, provocando dor )
  • Furunculose
  • Cistite (Infecção na bexiga)
  • Sinusite
  • Celulite
  • Mastite ( Inflamação das glândulas das mamas)

Cefalexina é indicada em pré-operatórios, pois ela pode ajuda na prevenção de infecções após as cirurgias,  quando empregue 48 horas antes do ato cirúrgico.

Normalmente ela atua direto no agente infeccioso combatendo o Staphylococcus aureus.

Um estudo feito com 22 pacientes, a cefalexina foi  utilizada no tratamento de 3 infecções na pele e de 22 infecções referentes ao trato urinário. A eficácia da cefalexina foi comprovada no tratamento das infecções de pele e de infecções urinárias em sistemas urinários normais em sua anatomia..

Produtos quem contêm a cefalexina em sua composição

O antibiótico está instituído há muitos anos no mercado e você pode encontra-lo com diferentes nomes comercias entre eles estão:

  • Betacef;
  • Cefaben;
  • Cefacimed;
  • Cefagel;
  • Cefagran;
  • Cefalexan;
  • Cefanal;
  • Cefaxon;
  • Ceflexin;
  • Ceporexin;
  • Kefalexina;
  • Keflex;
  • Keforal;
  • Neo Ceflex.

Entretanto o Keforal Cefalexina e o Cefagel estão entre os mais popularmente vendidos. Os dois são compostos de  Cefalexina monoidratada e serve para combater doenças de origem bacteriana. As direfenças entre eles são:

Keforal: Fabricado pelo laboratório Antibióticos do Brasil,  o Keforal é vendido em embalagens com 8, 40 até  200 cápsulas de Cefalexina monoidratada que contém 500 mg de cefalexina + excipientes por cápsula.

Cefagel: Fabricado por Multilab Ind. e Com. de Produtos Farmacêuticos Ltda, o Cefagel é vendido em embalagens contendo 10 ou 500 cápsulas de Cefalexina monoidratada de 500 mg cada.

 Cefalexina Efeitos Colaterais

Quanto os efeitos colaterais da Cefalexina, existem poucos casos relatados. Porém, entre as incidências estão dor de estômago e diarreia (com sangue ou aguada). Algumas mulheres relataram que sofreram com candidíase vaginal, efeito que ocorre em pessoas do sexo feminino que usam antibióticos.

Também foram notificados sintomas como:

  • Convulsões;
  • Pele amarelada;
  • Urina escura ou em quantidade inferior que o normal;
  • Dor de cabeça e fraqueza incomum.

Contraindicações

O remédio Cefalexina não é um medicamento que apresenta diversas contraindicações. A menos que a pessoa tenha uma predisposição a alergia dos componentes das fórmulas, o medicamento pode ser tomado – seguindo orientação médica – sem receio. Porém alguns cuidados devem ser tomados para evitar riscos.

Cefalexina

  • Indivíduos que relatam reação alérgica a penicilina, podem desenvolver quadros alérgicos com o uso do remédio. (Se esse for o seu caso, não use produtos da família cefalosporinas).
  • Quem sofre de insuficiência renal precisa estar atento as doses indicadas para o tratamento e monitorar as taxas de filtração glomerular e evitar uma possível intoxicação.
  • Indivíduos que tomam anticoagulantes, como a Varfarina, por exemplo, devem ficar de olho nas reações adversas. A Cefalexina aumenta o efeito do medicamento e pode causar uma INR (Razão Normalizada Internacional, padrão no qual a coagulação pode ser comparada).
  • Quem faz uso de multivitamínicos, principalmente os que são rico zinco, podem diminuir a ação da cefalexina, devendo ser evitados durante o tratamento com o antibiótico.

Somente 10% dos indivíduos alérgicos a penicilina é que sofrem com problemas alérgicos às cefalosporinas. Não deixe de avisar ao seu médico sobre qualquer alteração e sintomas que sinta. Se também já faz uso de algum medicamento, notifique-o e pergunte se não há perigo das fórmulas se encontrarem.

Uso na gravidez

A Cefalexina pode ser administrada por grávidas, sem contraindicações. Quanto as lactantes, é preciso ter um pouco mais de atenção, já que normalmente os antibióticos são excretados pelo leite. Indica-se amamentar depois de oito horas da última dose ingerida. Mas em todo o caso o use a droga se realmente dor necessário com acompanhamento médico.

Ao contrário de outros medicamentos, mulheres que usam a pílula anticoncepcional podem tomar a Cefalexina sem que o efeito do comprimido seja reduzido.

Como tomar Cefalexina

Assim como qualquer tratamento com antibióticos deve-se respeitar o tempo certo de tratamento, de dosagens e os horários certos de uso. O antibiótico Cefalexina não deve ser excedido a 4 gramas, ou seja, 4000 miligramas por dia, pelos adultos.

Em caso de bactérias mais leves, recomenda-se o uso de 500 miligramas, de 7 a 10 dias, ingeridos de 12 em 12 horas. Veja como tomar Cefalexina de acordo com cada caso específico e e caso de dúvidas leia a bula de Cefalexina.

O medicamento é encontrado é forma de comprimidos em composições de:

  • Cefalexina 125 mg/5 mL,  uso para crianças;
  • Cefalexina 250 mg/5 mL, para crianças;
  • Cefalexina 500 mg ou 750 mg, para adultos.

Adultos

Para adultos, a Cefalexina é mais receitada em casos como faringite, amidalite, infecção de pele, cistite moderada, sendo recomendado 500mg do remédio a cada 12 horas.

Para o tratamento de infecções do trato respiratório é recomendado a administração de 500mg  fármaco de 6 em 6 horas.

Crianças

Para as crianças, a dose diária deve variar entre 12,5 a 50 miligramas por quilo de peso, necessitando a ser divididos por quatro tomadas diárias, estipulando de 6 em 6 horas. Para casos mais graves, pode se administrar até 100 miligramas. Lembrando da necessidade de contatar um profissional da saúde antes de realizar tomar qualquer medicação.

Grávidas

Grávidas que sofrem com problemas de cistites podem utilizar tranquilamente o remédio Cefalexina, desde, é claro, que o médico tenha sido consultado e que não tenha nenhuma alergia aos componentes.

A posologia de Cefalexina para esse tipo de tratamento são receitado concentrações de 500 miligramas do remédio, durante 7 dias, de 12 em 12 horas.

Pacientes com doenças do coração

Para que alguns pacientes não desenvolvam um quadro de endocardite (doença de infecção no coração), geralmente pessoas que sofrem com doenças estruturais do coração, é permitido fazer uso, 30 a 60 minutos antes, de um procedimento odontológico, com posologia de 2 mil miligramas do remédio Cefalexina.

Para tratamento de pele

O medicamento, disponível para tratar infecções da pele como, otite média, cistite e furunculose, por exemplo, deve ser administrado de 6 em 6 horas, de 7 a 14 dias, com doses de 500 miligramas.

Cefalexina para dor de garganta

A cefalexina serve para dor de garganta, por se tratar de um antibiótico ele combate as bactérias controlando assim a inflamação e a infecção de garganta.

Portanto pessoas com problemas de amigdalites e faringites também podem utilizar o remédio. Nesse caso, a posologia aplicada é de 500 miligramas, de 12 em 12 horas, por 10 dias.

Quanto a ingerir  o remédio Cefalexina de estômago cheio ou vazio, fica a critério do paciente. Entretanto, recomenda-se tomar o medicamento com água e não com leite. Há relatos de que o cálcio disponível no alimento enfraquece a ação do antibiótico.

Os sucos também não são indicados, pois podem aumentar a velocidade da absorção do remédio e tudo tem o tempo certo para a sua variação.

Superdosagem

Em caso de superdosagem leve o paciente para um lugar arejado e e certifique-se que ele possui uma boa respiração. Não induza o vômito e procure imediatamente ajuda médica.

Alguns sintomas da superdosagem são:

  • Diarreia
  • Enjoos
  • Dor na região superior e mediana do abdome
  • Vômito
  • Presença de sangue na urina

Interação medicamentosa

Sempre que tomar algum medicamento, evite misturar com outros remédios para que o efeito não seja retardado ou até mesmo cortado causando risco a saúde.

  • A família dos Corticóides, como Decadron e Meticorden, e anti-inflamatórios como Voltaren, Cataflan e Feldene não podem ser misturados.
  • Pepsamar e Mylanta plus, que são antiácidos, e antibióticos como Tetramox, devem ser evitados.
  • Sibutramina (medicamento para emagrecer) e antidepressivos como Deprax, Fluoxetina, Prozac, Vazy, precisam ser poupados de se misturarem.
  • Ansiolíticos como o Dualid, Valium, Lorax e Lexotan, devem ser administrados sozinhos.

Conclusões

A Cefalexina é extremamente requisitada para pessoas que desejam combater as bactérias do organismo. Infecções respiratórias, do ouvido, garganta, do trato urinário e até mesmo infecções da pele.  Mesmo que seja um medicamento mais “simples”, jamais se automedique.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (18 votes, average: 4,44 out of 5)
Loading...