O incômodo da azia


Basta a gente exagerar na comida, ou só comer aquele churrasco, ou então depois de ingerir muita bebida alcoólica que a azia chega queimando tudo. Quem nunca se sentiu assim? A azia é mais comum do que a gente imagina, mas nem todo mundo sabe seus verdadeiros motivos ou causas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, aqui no Brasil são 20 milhões de pessoas que sofrem com a azia. Esse número na verdade acaba sendo bem maior, já que nem todo mundo procura ajuda médica para esse tipo de problema.

A maioria das pessoas com azia vai até as farmácias e compram medicamentos que amenizem os sintomas, não fazendo o tratamento correto. Por conta disso os sintomas vivem retornando e causando estresse e aquele desconforto.

A azia é aquela sensação de queimação que vem da parte de trás de um osso que fica na parte anterior do tórax, o nome dele é esterno. A azia tem o poder de causar uma dor que subirá pelo peito e vai passar pelo pescoço ou garganta.

O que causa azia?

O motivo da azia é o refluxo do ácido responsável pela digestão de alimentos, o ácido gástrico. Ele acaba fazendo o caminho inverso, do estômago para o esôfago como se fosse retornar para a boca.

É o mau funcionamento do esfíncter que causa o refluxo. Ela é uma espécie de tampa que se abre para que o alimento passe do esôfago para o estômago e logo em seguida se fecha, para que reter o que foi ingerido, com a circulação dos sucos gástricos.


Quando o esfíncter esofágico inferior (EEI) não se fecha direito, ou o suficiente, o conteúdo que está dentro do estômago volta para o esôfago e pode irritar o órgão, provocando alguns sintomas. Um deles é a azia.

Fatores de risco

Assim como outros problemas, existem situações que favorecem o aparecimento da azia. Sabendo quais são os fatores de risco para esse sintoma, fica mais fácil de evitar esse problema.

Quando o paciente possui hérnia de hiato, o risco de azia cresce muito mais. Essa hérnia de hiato ocorre quando uma parte do estômago se projeta para dentro da cavidade torácica, enfraquecendo o esfíncter, facilitando o refluxo.

O período de gestação também pode provocar os sintomas da azia, assim como o uso exagerado de medicamentos. O consumo de alguns alimentos e bebidas também provoca azia, listamos abaixo alguns deles:

  • Molho de tomate;
  • Café;
  • Pimenta;
  • Alimentos com gordura em excesso;
  • Chocolate;
  • Álcool;
  • Cebola;
  • Mostarda;
  • Suco de Laranja;
  • Ketchup;
  • Frituras;
  • Vinagre;
  • Refrigerante.

Sintomas

azia

Além da famosa queimação que a azia dá, com aquela sensação da subida do ácido gástrico do estômago até a garganta, é possível que ela cause má digestão, tosse, dor acentuada no peito, arrotos, e um gosto amargo e ácido na boca.

Tratamento para azia

O tratamento para azia pode ser feito através de alguns medicamentos. A dosagem e o tempo de duração do tratamento vão depender do auxílio do seu médico. É imprescindível que você procure um especialista e siga à risca suas orientações.

Entre os medicamentos mais comuns para o tratamento da azia, estão o Omeprazol, Antidin, Cimetidina, Domperidona, Esomeprazol Magnesio, Motilium, Nexium e Estomazil. É importante seguir o tratamento de acordo com o que foi prescrito sem interromper caso os sintomas desapareçam, isso pode fazer com que os sintomas retornem.

Apesar do uso de medicamentos, só a ingestão deles não vai resolver o problema. De acordo com especialistas, é preciso modificar os hábitos alimentares. Os cuidados tomados são muito simples, mas causam uma grande diferença na capacidade de digestão do corpo humano.

  • Evite o consumo de alguns alimentos que causarão uma crise. Alimentos muito gordurosos não devem ser consumidos, assim como as frutas ácidas, condimentos, embutidos e algumas verduras, precisam ser evitados;
  • Mastigue bem os alimentos, coma devagar! Dessa forma você estará facilitando o trabalho do estômago que não vai precisar produzir muito ácido gástrico;
  • Comer em excesso causa maior risco para a azia. Quanto mais comida ingerida de uma vez, maior o risco do suco gástrico atingir o esôfago (já que o estômago está cheio);
  • Evite a prática de exercícios físicos antes de 2 horas após uma refeição. Antes desse período o estômago ainda estará com uma quantidade grande de ácido gástrico no estômago e os movimentos podem fazer com que eles retornem ao esôfago;
  • Evite o cafezinho após o almoço. Ele pode desregular o esfíncter, causando relaxamento e agravando as chances de refluxo.
  • Existem alguns mitos que precisam ser desmistificados. Tomar leite gelado no momento de crise de azia pode piorar a queimação, não melhora. O leite que pode causar alívio nesses casos é o leite de soja. Caso não tenha, utilize água gelada;
  • O chá preto e o chá mate também causa relaxamento do esfíncter, como o café. Por isso também precisam ser evitados;
  • Dormir logo após fazer algum tipo de refeição também causa azia. O corpo ficará em uma posição que facilitará o refluxo;
  • O cigarro diminui a produção mucosa do estômago e deixa o órgão mais sensível a irritações causadas pelo ácido gástrico. Além da azia o cigarro pode causar úlceras no estômago;
  • O excesso de peso é outro vilão. Quem possui sobrepeso tem o problema de pressão sobre o estômago que aumenta a chance dos refluxos;
  • O álcool além de irritar o sistema gástrico, estimula a produção de ácido no estômago e relaxa também a esfíncter.

Existem também alguns remédios caseiros que tem tido efeito positivo no combate a azia. São simples de produzir e o alívio é quase imediato. Chupar limão puro na hora da crise da azia diminui a acidez do estômago, comer 1 torrado ou 2 biscoitos cream cracker tem a capacidade de absorver o ácido que está prejudicando a laringe e a garganta.

Chá de hortelã também é um ótimo componente contra a azia, assim como o bicabornato de sódio diluído em água também, por causa do seu efeito alcalinizante. Há também o chá de funcho e o suco de pêra com gotas de limão.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

Péssimo! Não gostei de nada!Ruim!Gostei, ta na média!Muito bom!Excelente! (4 votes, average: 3,75 out of 5)
Loading...